Grêmio abre vantagem mas sofre virada para a Chapecoense na Arena


Por - 18/10/2015 às


O Grêmio recebeu a Chapecoense na tarde deste domingo na Arena e acabou perdendo por 3 a 2. O Tricolor foi melhor no primeiro tempo, construiu a vantagem com gols de Douglas e Bobô. Mas, na etapa final, o Tricolor não foi bem e viu o time catarinense virar a partida merecidamente.

Com o resultado, o Tricolor permanece com 55 pontos e permanece 3º.

Escalação inicial: Bruno Grassi, Galhardo, Geromel, Erazo, Marcelo Oliveira, Walace, Maicon, Giuliano, Douglas, Luan, Bobô

PRIMEIRO TEMPO
A partida começou movimentada e logo aos 4 minutos o Grêmio abriu o placar com Douglas, que acertou um lindo chute de fora da área.
O time da Chapecoense não se abateu e aos 8 quase empatou, mas o chute de Camilo da entrada da área acertou a trave.

O jogo diminuiu de ritmo, mas era sempre o Grêmio que mantinha mais a posse de bola no campo de ataque e criava oportunidades de ampliar o placar. E a pressão deu resultado. Aos 33, após boa jogada na área, Galhardo recebeu de Luan e cruzou rasteiro para Bobô que de carinho desviou para ampliar.

A Chapecoense teve grande chance aos 44 quando Túlio de Melo desviou de cabeça na área e Galhardo tirou a bola em cima da linha.

SEGUNDO TEMPO
Na etapa final, o jogo mudou e a Chapecoense partiu para cima do Grêmio.
Com mudanças na equipe, o time catarinense melhorou e descontou o placar aos 11 minutos com gol de pênalti de Túlio de Melo em falta displicente de Erazo dentro da área.

Aos 14, Camilo chutou de fora da área com perigo, quase empatando o jogo.
Com maior posse de bola e conclusões, a Chapecoense chegou ao empate aos 32 minutos. Maranhão chegou a linha de fundo e cruzou, Túlio de Melo chegou livre para desviar de cabeça e empatar.

O time catarinense tinha mais finalizações na partida e fez por merecer o empate. O Grêmio teve boa chance aos 34 quando Pedro Rocha bateu de dentro da área e Nivaldo espalmou. O Tricolor tentou pressionar no fim da partida, mas quem conseguiu o que parecia improvável foi a Chapecoense. Aos 50, em contra-ataque, Apodi recebei cara a cara com Bruno Grassi e bateu para virar o jogo.

PÚBLICO
21.900
Compartilhe no Google+

Comentários