Fábio Koff volta a citar problemas financeiros: "O Grêmio praticamente não tem receita"


Por - 14/02/2014 às


O momento Financeiro do Grêmio não é bom. Atrasos de salário no ano passado e um investimento baixo para o time de 2014 são provas disso.

O presidente Fábio Koff voltou a falar da situação financeira que vive o clube. Koff também falou que não vê a hora de assinar o novo contrato com a OAS, que reduzirá as despesas em quase 3 vezes.

Quando a assinatura do novo contrato da Arena for assinada (ainda não há data definida), o Olímpico será da OAS e o Grêmio receberá R$ 16 milhões para conclusão das obras do CT da Arena:

— Estamos nos meandros jurídicos. Se pudesse, eu já teria assinado. As cláusulas alteradas são de conteúdo financeiro muito grande. Como é praticamente um novo contrato, tem que se ter todas as cautelas — observa Koff.

Após a vitória contra o Nacional, o presidente voltou a citar das dificuldades do clube:

— Hoje, está difícil. O Grêmio praticamente não tem receita. Jogamos de noite para almoçar no dia seguinte. Quando jogamos em casa, pagamos para jogar. Quando saímos, usamos as cotas de televisão para pagar as despesas da viagem — relatou.

Koff elogia o grupo de jogadores, que concordou com a política de premiação por meta alcançada, e não por vitória, como ocorria no Brasileirão passado. É o que tem permitido alguma sobra no final de cada mês.

Compartilhe no Google+

Comentários