Usar a cabeça: Grêmio define bola aérea como trunfo diante do Caracas


Por - 03/03/2013 às

Zagueiro Artilheiro Werley pode ser útil - Foto: Lucas Uebel
O jogo-treino contra o Cerâmica no sábado, além de servir para entrosar mais o time, serviu também para que o técnico Vanderlei Luxemburgo simulasse as dificuldades que o time irá encontrar diante do Caracas, na próxima terça. O Grêmio venceu a partida por 2 a 1, com dois gols de cabeça. O teste revelou que a calma e a bola aérea podem ser decisivas para a vitória diante de uma marcação forte e um time fechado.

Os dois gols saíram de cabeça após cobrança de escanteio. O zagueiro Cris confirmou a estratégia da bola aérea e reiterou que o time deve ter calma para buscar o resultado:

- Luxemburgo pediu para o time deles se portar como o Cerâmica. Então, o nosso posicionamento já está treinado. Isso é importante para encarar um jogo difícil. Vamos encontrar uma equipe defensiva, que vai buscar o empate. Sair apenas nos contragolpes. Precisamos de atenção. A bola aérea é um dos caminhos, mas temos de manter a tranquilidade: há 90 minutos para jogar e buscar o resultado.

Calma é o ponto chave. Diante do Huachipato, o Grêmio ficou nervoso, não conseguiu criar jogadas ofensivas e acabou perdendo a partida. Esperamos que na partida desta Terça, o time tenha confiança, calma e tranquilidade. O Tricolor é um time infinitamente melhor que o Caracas, basta saber usar isso a seu favor.
Compartilhe no Google+

Comentários