Segundo jornalista, Kaká escolheu o Grêmio


Por - 12/02/2013 às

O projeto de Kaká é jogar a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. O atleta do Real Madrid tem sua vida financeira consolidada, restando pouca ou nenhuma aspiração econômica importante a realizar e já considera seu período europeu cumprido, mas quer voltar às manchetes do futebol mundial como protagonista, o que sua condição atual no Real Madrid não garante.

A melhor alternativa para realizar seu desejo seria jogar no Brasil, próximo de Luiz Felipe Scolari, como titular de um time com várias competições de destaque em 2013. Ciente disto, Kaká colocou seus agentes para trabalhar, na busca da melhor opção, considerando as circunstâncias acima e de olho no melhor projeto de clube brasileiro para este ano.

A resposta dos agentes foi: Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense. 

Diante disso o Grêmio foi procurado e a negociação se iniciou. Logo, a direção gremista viu que não tinha condições de bancar a vinda do atleta em definitivo, tendo em vista o valor do atestado liberatório - algo em torno de 25 milhões de euros. A alternativa que viabilizaria o empreendimento seria o empréstimo do jogador e a inclusão do volante do Grêmio Fernando na transação, para facilitar a negociação junto ao clube espanhol Real Madrid, detentor do passe do atleta Kaká.

Tendo em vista o encerramento do prazo para inscrição de novos jogadores na lista da Conmebol – que ocorre na data de hoje -, o que inviabilizaria o aproveitamento de Kaká na fase de grupos da Libertadores, optou-se por aguardar um outro momento, já que este segmento da competição se encerra em meados do mês de abril. Até lá, ou um pouco antes, com a abertura do prazo para substituição de três inscritos, como permite o regulamento, Grêmio, Kaká e Real Madrid poderão ajustar com calma o negócio e definir a contratação do meia madrilenho, pelo tricolor gaúcho.
O texto e as informações são do jornalista Taddeu Vargas.
Compartilhe no Google+

Comentários