A prova de que raça e vontade superam as estrelas


Por - 14/02/2013 às

O melhor elenco do Brasil, quem sabe da América, foi derrotado hoje pelo desconhecido Huachipato, conforme falou o Elano. Desconhecido? O atual campeão chileno deveria ter sido estudado, não tem explicação não conhecer o adversário. Tocam muito bem a bola, fizeram o jogo deles. E o pior: mereceram a vitória.

O Grêmio não entrou em campo no primeiro tempo. Uma das piores atuações que já vi do Grêmio nos últimos anos. Uma vergonha. Na etapa final, após um provável 'xingão' no vestiário, o time voltou 'um pouco' mais ligado, igual aos refletores da Arena.

Um time que errou mais passes do que acertou. Jogadores não se movimentavam, todos estavam parados esperando um milagre acontecer. Na zaga? Cris e Saimon foram muito, mas muito mal. Só não fomos goleados pois o Huachipato administrou o jogo, não foi ofensivo. O time chileno inverteu o papel com o Grêmio e jogou como time grande.

Dentro de casa não pode perder ponto. Dentro de casa tem que pressionar. Dentro de casa tem que dar o sangue, tem que ter raça, ao menos isso, já que técnica não existiu. Temos o elenco mais caro do Brasil., cheio de estrelas. Tá, mas e aí? Lembram do time que chegou a final da Libertadores 2007? Que saudade. Aquilo podia se chamar de raça. Hoje, o salário de Vargas e Barcos pagariam a folha salarial inteira daquele time, ou duas.

Vargas. Prende de mais a bola. Quer resolver tudo sozinho. Nada fez.
Barcos? Alguém viu? Se não fosse o pênalti, nada teria feito de útil para o time. Para mim, não valeu o investimento, nunca foi grande jogador. Fazia gols no Palmeiras pois tinha jogadores lá que colocavam a bola na cabeça dele.

E nós? Com Pará e Marco Antônio? O que é isso, pelo amor de Deus.
O Adriano provou em 45 minutos hoje que não merece vestir a camisa do Grêmio.
E o Fernando, por que não jogou hein Luxa?

Outra coisa é colocar para estreia da competição mais esperado do ano, jogadores que nunca haviam vestido a camisa Tricolor. Jogadores que ainda não entendem o que é Grêmio. Não quero um time de estrelas, quero um time de raça, de vontade, acima de tudo, como é a história desse clube.

Enfim, falta entrosamento, falta técnica, falta entrar em campo como time grande, falta entrar em campo como GRÊMIO. Classificação? Claro, confio muito, vamos nos classificar, temos um grande time, porém somente grandes nomes não trazem título.

Luxemburgo? Tenho minhas dúvidas. Alô Rui Costa, vamos dar uma olhada na comissão técnica também.

Jamais deixarei de ser Gremista. Estarei contigo nas boas e nas ruins. Mas que está difícil ser torcedor, está.


Concorda? Discorda? Comente!
Compartilhe no Google+

Comentários