Grêmio vence LDU nos pênaltis e está classificado à Fase de grupos da Libertadores


Por - 31/01/2013 às

O Grêmio recebeu a LDU na Arena pelo jogo de volta da Pré-Libertadores e venceu por 1 a 0 no tempo normal, devolvendo o placar do jogo de ida. Com isso, a disputa foi para os pênaltis, onde venceu por 7 a 6.

Como era de se esperar, o Grêmio começou a partida tendo a iniciativa e mantendo a posse de bola. A primeira chance veio aos 8 minutos, quando Vargas recebeu lançamento dentro da área e desviou leve, mas o goleiro já estava na jogada. Aos 11 minutos, Elano cobrou falta fechada e o goleiro Dominguez fez a defesa.

O árbitro pouco marcava faltas. A posse de bola do Grêmio chegou a passar de 70%, tendo o domínio completo. O time da LDU pouco atacava, pois jogava defensivamente, fazendo cera. E o jogo da LDU funcionou, a defesa estava intransponível  Marcelo Moreno não estava bem no jogo. O chileno Vargas foi quem mais buscou o ataque.

A etapa inicial se encerrou com poucas chances de gol e o time da LDU segurando o resultado.

Para a etapa final, Willian José e André Lima entraram em campo para as saídas de Marcelo Moreno e Fernando. O Grêmio continuou pressionando. A partida era ataque contra defesa, o time do Equador estava completamente fechado enquanto o Grêmio trabalhava com a posse de bola.

Aos 15 minutos, Elano cobrou falta com categoria no cantinho, o goleiro Domínguez pulou no canto baixo para fazer um milagre, salvando a LDU. No lance seguinte, o zagueiro Bressan perdeu grande chance após cruzamento na área. 

Porém, com tanta pressão, Elano foi feliz aos 16 minutos ao acertar um chute de rara felicidade, no ângulo do goleiro Dominguez, abrindo o placar. A euforia foi tanta da torcida, que o alambrado na Arena cedeu, deixando torcedores feridos e o jogo parado por alguns minutos.

O Tricolor continuou pressionando e aos 28 minutos, André Lima recebeu cruzamento de Elano e quase fez de cabeça, porém foi por cima do gol. O Tricolor continuou melhor no jogo, porém já sem muitas forças para atacar. Aos 42 minutos, Hurtado foi expulso por entrada violenta em Jean Deretti.

Mesmo com apenas seis minutos de acréscimo, a disputa foi para os pênaltis e em uma disputa emocionante, o Grêmio venceu por 7 a 6, com Grohe defendendo a última cobrança!

Compartilhe no Google+

Comentários