Não à tecnologia e erros de arbitragem. Até quando?


Por - 15/10/2012 às


A Tecnologia. Um tema tão discutido no futebol que ainda não foi levado a sério. Por que as pessoas resistem à tecnologia e continuam convivendo com os erros humanos? O futebol é o esporte mais injusto que existe, pois nem sempre o melhor é o campeão. Estamos cansados de ver erros de arbitragem (podendo ser não intencionais) favorecendo times do eixo Rio-São Paulo. E não falo apenas deste Brasileirão, onde o Fluminense já ganhou 10 pontos da arbitragem. Há anos que o Campeonato tem campeões, classificados a Libertadores e rebaixados definidos por erros de arbitragem.

Você acha justo o trabalho de um técnico, o esforço de um time inteiro durante toda uma temporada ser comprometido por um pênalti mal marcado? Por um impedimento inexistente? Isso deve mudar. Os árbitros devem ter a oportunidade de rever o lance para seguir na marcação da irregularidade, ou então desfazê-la.

Por que no Basquete e no Tênis isso ocorre? Nestes esportes, o melhor vence, pois em qualquer lance duvidoso, os árbitros param o jogo e se dirigem à TV para revisar a jogada e reavaliar a jogada.

A CBF tentou. Colocou dois árbitros auxiliares atrás de cada gol. Para que servem? Não sei.
Enfim, está na hora dos erros de arbitragem pararem, seja por tecnologia, seja por treinamento dos mesmos, pois os times não podem continuar a serem prejudicados, os campeonatos não podem ser decididos no apito.

É lamentável toda esta situação, mas é verdadeira, infelizmente.
Os resultados estão sendo fabricados pela arbitragem.
E você, o que acha?
Compartilhe no Google+

Comentários