Grêmio bate Náutico no Olímpico: 2 a 0


Por - 13/09/2012 às

Foto: Lucas Uebel - Editada Sangue Azul
Pela 22ª Rodada do Campeonato Brasileiro, o Grêmio recebeu o Náutico no Olímpico e venceu por 2 a 0, no sufoco, graças a gols de Marco Antônio  e Kléber, ambos no segundo tempo. Com o resultado, o Tricolor chegou aos 47 pontos e está seis atrás do líder Fluminense.
A torcida compareceu em bom número: 27 mil.
--
A partida em geral no primeiro tempo foi muito fraca. Poucas chances de gol criadas.
O Tricolor mantinha mais a posse de bola no campo de ataque, deixando o time Pernambucano encurralado na defesa.
--
O toque de bola do Grêmio não tinha objetivo. O meio campo não criava jogadas e a defesa do Náutico era eficiente. O time visitante apenas jogava nos contra-ataques. A primeira chance Gremista veio apenas aos 32 minutos, quando Elano cobrou falta e Souza chutou forte, acertando o travessão.
--
Aos 38 minutos, Fernando arriscou chute de fora da área e mandou muito perto do gol de Gideão, que ficou só olhando a bola sair. O Náutico teve uma boa chance aos 48 minutos com Patric, mas acabou chutando para fora.
--
No segundo tempo, o Grêmio continuou mais presente no campo de ataque, porém sem criar grandes chances. No contra-ataque, aos 10 minutos, Souza, do Náutico recebeu na cara do gol, mas não teve domínio e perdeu grande chance.
--
Aos 15 minutos, Marco Antônio, que havia entrado no lugar de Fernando, arriscou chute de pouco depois do meio de campo, a bola quicou e entrou no canto do goleiro Gideão, que demorou para ir à bola, que estufou a rede.
--
Após o gol, a torcida Tricolor cantou ainda mais alto. O time do Náutico fez alterações para ficar mais ofensivo, mas o Tricolor continuou melhor. Aos 28 minutos, Leandro invadiu a área, que sobrou para Léo Gago encher o pé, para grande defesa de Gideão.
--
Aos 34 minutos, Kléber fez jogada e cruzou rasteiro para Pará, que chegou batendo para defesa de Gideão.
O time do Náutico buscou ser mais ofensivo, mas diferentemente de outros jogos, o time do Grêmio estava concentrado no fim da partida, segundo o resultado e conseguindo ampliar com Kléber, em chute de dentro da área no fim do jogo.


Compartilhe no Google+

Comentários